25 de jul de 2009

O que vestir conforme a Idade

Ousada aos 20: se você estiver com tudo em cima, aposte nas peças míni. Camisetas baby-look são ótimas opções. Você pode também usar cores fortes: elas têm tudo a ver com a sua faixa de idade. No trabalho, invista em peças clássicas como camisa branca e calça social, que dão um ar de maturidade. Evite as peças mais conservadoras, que não têm nada a ver com a sua idade.

Feminina aos 30: você já encontrou o seu estilo? Então invista nele! Use peças delicadas e detalhes femininos, como um vestido rendado com um belo decote. Aposte no salto alto e dê preferência às blusas com alças mais grossas, que escondem o sutiã. Evite peças que façam você parecer mais velha ou que escondem as partes do seu corpo que deveriam ser valorizadas.

Charmosa aos 40: escolha peças coringa, mas de qualidade. O comprimento deve aumentar um pouco. Por isso, prefira bermudas em vez de shorts. As peças lisas e de tons neutros são mais elegantes, mas não impedem você de investir em cores alegres. Blusas transpassadas afinam a silhueta. Abuse de acessórios metalizados e sapatos clássicos, como escarpim.

Sofisticada aos 50: invista em modelos mais soltinhos, que não marcam o corpo. Ter um pretinho no guarda-roupa é básico: além de ser um clássico, ele valoriza o colo, deixa as pernas bonitas e disfarça os quadris. Nos pés, as sapatilhas são a escolha mais elegante e confortável. Para iluminar o rosto, abuse dos colares e xales coloridos, que imprimem um charme a mais na produção.

Elegante aos 60: não precisa se vestir como uma senhora só porque chegou aos 60! Nessa idade, você já sabe o que deve ser valorizado no seu corpo. Aposte em calças longas e sobreposições, que escondem os pneuzinhos. Tecidos leves, como seda e musselina, caem muito bem. Cores neutras suavizam as linhas do tempo e, perto do rosto, levantam o visual.

fonte:blog da Verí

23 de jul de 2009

COMO SE ACALMAR NO MEIO DO ESTRESS

Dr. Alessandro Loiola*/Especial para BR Press

(BR Press) - Muito se fala em controlar o estresse, mas quem é capaz de controlar todas as situações que a vida coloca nos no caminho? Ninguém.

Entretanto, o que você PODE e DEVE fazer é controlar a maneira como seu corpo responde aos desafios à sua frente. Para lidar em paz com os dias nervosos deste novo século, costumo indicar o seguinte:

Durma

Por mais contraditório que possa parecer, os cientistas já provaram que dormir ajuda a resolver problemas. Isso porque seu cérebro não pára e, durante o sono, ele se sente mais livre para procurar novas conexões neuronais - e em uma delas pode estar aquela solução que você tanto procurava!

Nunca subestime o poder solucionador que uma rápida soneca é capaz de oferecer, mas não use isso como desculpa para dormir em serviço.

Alimente-se direito

Depois daquela discussão, o menos recomendável é sair para um cafezinho: o café é um estimulante do sistema nervoso e irá aumentar seu nível de irritação, dando mais combustível para outra meia hora de bate-boca.

O melhor para manter o equilíbrio é tomar bastante líquido o dia inteiro e seguir uma rotina alimentar baseada em frutas, vegetais, legumes e carnes brancas.

Pratique exercícios regularmente

Pode parecer repetitivo, mas os problemas não são assim também? Está provado que os exercícios melhoram a saúde física e mental. Agora levante dessa cadeira e leia o restante desta crônica correndo em círculos pela sala.

Tenha hobbies

Um hobby pode ser classificado como algo que relaxa e distrai, ao mesmo tempo em que estimula e organiza seu mundo interior. Desenhar, praticar jardinagem, tocar algum instrumento musical ou conversar com velhos amigos (e fazer outros novos) são bons exemplos.

Mime-se

Você guardou tanto para aquele carro, porque não faz o mesmo esforço para presentear-se com uma viagem ou três dias em um SPA?

Estimule sua mente

Uma situação estressante não é uma ameaça, mas um desafio para o seu raciocínio. Considere seu cérebro como o músculo mais especializado do seu corpo. Não o deixe atrofiar por falta de estímulo!

Cabeça erguida sempre

Caiu? Levante. Errou? Peça desculpas e siga em frente. Olhe atentamente: o mundo está sob seus pés, não sobre seus ombros.

Processe suas emoções

Ao sentir uma emoção forte que poderá repercutir sobre você de modo negativo, guarde-a para si por alguns segundos, minutos, horas ou mesmo dias, até ser capaz de fazer uma análise mais racional do que ocorreu.

Exteriorizar o que você está sentindo não é o mesmo que despejar um caminhão frustrações sobre o primeiro vivente que cruzar seu caminho.

E acredite em algo

Pessoas "espirituais" tendem a ser mais saudáveis que pessoas "não-espirituais". A prece e a meditação são ferramentas úteis para aliviar o estresse, e nos dão uma consciência mais serena sobre quem somos, quais são os nossos limites e o que realmente tem importância nessa vida.

(*) Dr. Alessandro Loiola é médico, escritor, palestrante, autor de Vida e Saúde da Criança e Crianças em Forma: Saúde na Balança (www.editoranatureza.com.br). Fale com ele pelo e-mail aloiola@brpress.net ou pelo Blog do Leitor.

fONTE:Yahoo